O que é a metodologia construtivista de ensino?

É muito provável que você se identifique ou até mesmo esteja acostumado com a separação de determinados conteúdos por matérias, com a divisão dos alunos por séries, com as notas numéricas e com as avaliações por meio de testes ou provas – já que tudo isso faz parte do universo das metodologias de ensino tradicionais.

Mas, como educadores, entendemos que pesquisar e produzir novos métodos de ensino é muito importante para que haja diversidade sobre o desenvolvimento e a produção do conhecimento individual e coletivo dos sujeitos.

Por isso, o processo de ensino e aprendizagem não precisa e nem deveria ser engessado! 

E, neste sentido, algumas metodologias internacionalmente reconhecidas, como a metodologia construtivista, são postas em prática em inúmeras instituições de ensino ao redor do mundo.

Então, se você quer entender melhor sobre o que é a metodologia construtivista e quais são os seus principais benefícios, acompanhe o conteúdo a seguir!

O que é o construtivismo?

O que é o construtivismo?

De forma objetiva, o construtivismo diz respeito a metodologia de ensino baseada na obra do psicólogo suíço Jean Piaget. Ele propôs que o conhecimento é adquirido através da interação do indivíduo com o ambiente em que vive.

O construtivismo como método de ensino entende que o aluno deve ter centralidade no processo de aprendizagem. Assim, deve ser estimulado a conquistar a sua independência, resolver problemas, elaborar hipóteses e levantar questões. 

Desta forma, os alunos são impulsionados a interagir uns com os outros e são incentivados a terem as suas próprias experiências.

As avaliações, de maneira geral, são diagnósticas. Ou seja, elas servem para que os professores sejam capazes de entender melhor os desafios e desenvolvam ações com o objetivo de melhorar o aproveitamento dos alunos nas diversas disciplinas. 

O construtivismo já é uma das principais propostas pedagógicas da educação básica e, por este motivo, muitos pais e responsáveis pela educação de crianças buscam entender melhor sobre quais são os princípios construtivistas. Se este é o seu caso, continue a leitura e confira os detalhes a seguir!

Quais são os princípios do construtivismo?

Quais são os princípios do construtivismo?

Uma instituição de ensino construtivista tem as ideias difundidas pelo construtivismo em sua base teórica. E, conforme enfatizado e defendido pelo seu principal expoente, Jean Piaget, o processo educativo é um acontecimento que se dá a partir de etapas distintas.

Desta forma, a partir de estímulos promovidos pelos educadores, o aprendizado encontra terreno fértil para ser construído pelo aluno. A partir desta abordagem, o estudante possui um papel ativo – já que a produção de conhecimento acontece a partir dele e, por isso, exige maior participação do mesmo neste processo.

Ao observar o modelo tradicional de ensino, identificamos uma metodologia na qual a relação entre o educador e o aluno é vertical. O professor é a figura que detém todo o conhecimento e o estudante tem o papel de assimilar o que é transmitido por ele sem questionamentos.

De forma contrária, o construtivismo promove uma relação menos determinista entre o professor e o aluno. O educador ocupa o papel de mediador do aprendizado e a criança pode – e deve – formular questões e se expressar ao longo de todo o processo educativo, em uma relação mais próxima da horizontalidade. 

Entre os mais importantes princípios da metodologia construtivista estão: 

  • Entender o aluno como centro do processo de aprendizagem;
  • Diferente das metodologias tradicionais, o ensino é percebido e realizado como um processo dinâmico;
  • Durante o processo de aprendizagem, os níveis de desenvolvimento, conhecimento e amadurecimento de cada estudante devem ser considerados;
  • O papel do professor vai muito além do mero transmissor de informações, ele cumpre o papel de facilitador e orienta o processo de aprendizagem;
  • Na metodologia de ensino construtivista a experiência de vida e os conhecimentos, anteriormente adquiridos pelo aluno, são de fundamental importância;
  • O conhecimento não é entendido como uma versão exata da realidade e sim como uma reconstrução do aluno;
  • O educador coloca o aluno diante de situações que o direciona para a busca por soluções e, desta forma, para a construção do seu próprio conhecimento. 
Quais são as principais vantagens da metodologia construtivista?

Quais são as principais vantagens da metodologia construtivista?

As instituições de ensino construtivistas são, a cada dia, mais reconhecidas pelo seu significativo poder de contribuição sobre o processo educativo de crianças e adolescentes. 

Por defender o papel ativo do indivíduo na criação e modificação de suas representações e estimular o desenvolvimento do senso crítico, são relevantes características do ensino construtivista:

A relação entre o aluno e o educador

Conforme dissemos anteriormente, a metodologia construtivista de ensino entende o professor como um mediador e motivador das interações entre os alunos e o meio.

O educador precisa buscar e criar situações capazes de estimular a construção do aprendizado por parte do aluno – já que o construtivismo entende que cada indivíduo possui o seu próprio processo de aquisição de conhecimento e, por isso, é preciso propor várias meios para que determinado conteúdo possa ser aprendido.

Um ambiente escolar capaz de estimular o desenvolvimento

A metodologia de ensino construtivista demanda um ambiente educacional capaz de estimular o desenvolvimento intelectual, social e criativo das crianças e adolescentes.

O construtivismo entende que a interação com o meio é fundamental para o processo de aprendizagem, por isso, nesta linha educacional, o ambiente é um elemento que contribui para a percepção das formas e para a cognição dos alunos.

É importante ressaltar que na metodologia construtivista existe uma maior interação com diferentes ambientes e, inclusive, com outras turmas ou grupos sociais.

A avaliação contínua sobre como o conhecimento é construído 

Apesar de encontrarmos instituições de ensino construtivistas que aplicam provas a fim de se aproximarem do modelo de ensino tradicional que predomina no sistema educacional brasileiro, prioritariamente, as avaliações não acontecem por meio deste tipo de teste.

Ou seja, as avaliações consideram e analisam como o conhecimento vem sendo construído de forma contínua em sala de aula ou a partir de demais formatos e atividades propostas.

Estas formas de avaliação fazem parte das características inovadoras do método construtivista. Como dissemos anteriormente, tendo em vista que os educadores acompanham a aprendizagem dos alunos continuamente, a aplicação de testes não é necessária – como acontece em outros métodos de ensino tradicionais.

O estímulo à participação ativa e ao desenvolvimento do senso crítico

A metodologia construtivista entende que a principal função da sala de aula é estimular o aprendizado dos estudantes e incentivar a participação ativa dos mesmos – seja por meio de intervenções ou exposição de suas respectivas opiniões sobre determinado tema. 

Um dos principais objetivos da metodologia construtivista é impulsionar o desenvolvimento do senso crítico, a busca por respostas e a autonomia do indivíduo. Assim, a aprendizagem deixa de ocorrer apenas nos limites do ambiente escolar e passa a ocupar todos os lugares – e também se mantém presente ao longo de toda a vida do sujeito.

De forma resumida, a instituição de ensino construtivista tem o papel de inserir o aluno no contexto social e os conteúdos trabalhados partem de conhecimentos e valores já trazidos com o estudante a partir de suas vivências anteriores.

Além disso, os métodos ensinam por meio de experiências e pesquisas que facilitam o processo de aprendizagem em grupo e estimulam o desenvolvimento do senso crítico. 

Deste modo, o educador é um mediador que facilita o progresso autônomo do indivíduo, onde a aprendizagem é baseada na motivação e não se atém em formalidades. 

Gostou de saber mais sobre o que é a metodologia construtivista de ensino?
Então aproveite para entender melhor sobre como escolher uma escola infantil para o seu filho!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *