Qual a melhor metodologia de ensino no Brasil?

O termo “metodologia de ensino” se refere aos princípios gerais, a pedagogia e as estratégias do  trabalho que acontecem em sala de aula.

A escolha da melhor metodologia depende da forma como a criança se relaciona com a prática, a filosofia educacional, as propostas de estudo e  o ambiente da escola.

As teorias de ensino podem ser organizadas com base em dois parâmetros principais: uma abordagem centrada no professor versus uma abordagem centrada no aluno.

Então, se você quer entender melhor sobre o que é o metodologia de ensino, confira o conteúdo que preparamos para você!

O que é metodologia de ensino?

O que é metodologia de ensino?

Os métodos de ensino, também chamados de estilos de ensino, são considerados os princípios gerais, estratégias educacionais e gerenciais para o ensino em sala de aula.

O uso de diferentes formas de ensino começou no início do século XX e isso ocorreu devido à quantidade de pesquisas compartilhadas sobre vários métodos de aprendizado. 

Uma vez que entendemos que as pessoas aprendem de maneiras diferentes, ficou claro que é preciso haver métodos de ensino diferentes para  favorecer os diferentes estilos de aprendizado.

Desta forma, podemos separar em duas abordagens principais – a abordagem centrada no professor e a abordagem centrada no aluno. Acompanhe a seguir!

Abordagem centrada no professor para a aprendizagem

Levados à sua interpretação mais extrema, os professores são a principal figura de autoridade em um modelo de instrução centrado no professor.

Os alunos são vistos como “vasos vazios”. Como um interlocutor externo que recebe passivamente o conhecimento de seus professores por meio de palestras e instruções diretas, com o objetivo final de obter resultados positivos em testes e avaliações.

Nesse estilo, o ensino e a avaliação são vistos como duas entidades separadas e o aprendizado do aluno é medido através de testes e avaliações pontuadas objetivamente.

A forma de ensino mais conhecido que utiliza uma abordagem centrada no professor é o método tradicional.

Abordagem centrada no aluno para a aprendizagem

Enquanto no método tradicional de ensino os professores ainda são uma figura de autoridade, em um modelo de ensino centrado no aluno os professores e estudantes desempenham um papel igualmente ativo no processo de aprendizagem.

O papel principal do professor é facilitar o aprendizado dos alunos, a compreensão geral da matéria e medir o aprendizado dos alunos de maneiras formais e informais de avaliação, como projetos em grupo, portfólios de alunos e participação nas aulas. 

Na sala de aula centrada no aluno, o ensino e a avaliação são conectados porque o aprendizado do aluno é medido continuamente durante a instrução do professor.

Um dos métodos de ensino mais conhecidos pela abordagem centrada no aluno é o método construtivista.

Quais são os principais métodos de ensino

Quais são os principais métodos de ensino 

Neste momento, você pode estar se perguntando por que todos não podem ser ensinados da mesma maneira.

A resposta para esta pergunta é simples: porque cada um aprende idéias diferentes em momentos diferentes e em ritmos diferentes.

Algumas pessoas podem aprender algo na primeira tentativa depois de saberem o que fazer, enquanto outras podem precisar ter experiência prática para aprender e, possivelmente, repeti-la algumas vezes para realmente entender

Diferentes estilos de ensino são necessários, porque todos os alunos precisam aprender o que o professor está ensinando. 

No entanto, a escolha do método de ensino utilizados também pode depender da missão da escola, da demografia da sala de aula, da filosofia educacional do professor e da área de estudo.

Como dissemos anteriormente, uma sala de aula construtivista é centrada no aluno, os alunos são aprendizes ativos e não apenas destinatários de informações, o professor facilita e orienta os alunos para a aprendizagem. 

Por outro lado, uma sala de aula tradicional é mais orientada diretamente e centrada no professor. Os alunos são aprendizes passivos e é o professor quem dirige e controla a maioria das atividades de aprendizagem.

Confira a seguir as principais diferenças entre tradicional e construtivista:

Sala de aula tradicional

  • ênfase nas habilidades básicas;
  • livros didáticos são o principal recurso;
  • aprendizagem é a memorização e a repetição;
  • ensino centrado no professor;
  • os alunos são aprendizes passivos.

Sala de aula construtivista

  • ênfase em  habilidades e competências ;
  • tem diversas fontes de materiais;
  • ensino centrado no aluno;
  • os alunos são ativos no processo de aprendizagem;
  • o aprendizado é interativo e há intercâmbio entre alunos e professor.

Em uma sala de aula construtivista, o aprendizado é mais sobre o pensamento e a compreensão, e não apenas sobre memorização mecânica. 

Os alunos de uma sala de aula construtivista são curiosos e fazem perguntas, gostam de aprender participando da troca de idéias. 

Desta forma, o método construtivista não apenas promove a aprendizagem, mas também promove habilidades sociais e de comunicação.

Além do método construtivista e do método tradicional, no Brasil, o método de ensino freiriano e o método de ensino montessoriano também estão entre os principais.

Qual o melhor método de ensino no Brasil?

Qual o melhor método de ensino no Brasil?

Sabemos que nem sempre é fácil atender às necessidades de cada aluno. O estilo de ensino construtivista segue a teoria de que o aprendizado é um processo ativo, construtivo e valioso. 

Traz consigo a ideia de que as pessoas constroem sua própria realidade pessoal e qualquer nova informação fornecida é então vinculada e conectada ao conhecimento anterior. 

Cada pessoa trará consigo fatores culturais e experiências passadas para a mesa. Assim, qualquer representação mental é feita de forma pessoal e individual. 

Deste modo, o método de ensino construtivista assume que todo conhecimento é construído a partir de informações fornecidas no passado, independentemente de como alguém é ensinado. É muito importante ter essa ideia em mente ao escolher um método de ensino.

Mesmo assim, dependendo da situação, alguns alunos podem aprender sendo um “recipiente vazio”, simplesmente processando dados, lecionados para eles. 

Essa é uma forma de aprendizado passiva comumente usada quando se “ensina para uma prova”, o que significa que o estilo de ensino está estruturado para passar em um determinado exame, por exemplo.

Mais eficaz de várias maneiras, a abordagem centrada no aluno, como o método construtivista, o prepara para muito além dos exames, o prepara para lidar com os desafios do mundo!

Ou seja, tanto o professor quanto o aluno estão envolvidos no método de ensino e no processo de aprendizagem, o que ajuda o estudante a adquirir conhecimento e, ao mesmo tempo, desenvolver o senso crítico.

Gostou de  sobre ? Então aproveite para entender melhor sobre como escolher uma escola infantil para o seu filho!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *